Minimalismo em atitudes simples

Minimalismo diário
minimalismo-atitudes-simples
Pausa para um café e um livro, via Stocksnap.

Outro dia eu li uma definição perfeita que dizia que o minimalismo não é a falta de coisas, mas a quantidade perfeita delas. Como estilo de vida e estado mental, a função maior do minimalismo, para mim, é tornar a vida mais simples, ensinar sobre prioridades e incentivar a apreciar o hoje. Quer dizer que simplificar agora pode ser a chave para uma vida descomplicada amanhã. Algumas pequenas ações, a meu ver, são preciosas nesse processo:

1. Cancelar

Newsletters nunca lemos, e-mails de marketing e anúncios, feeds que não acompanhamos, amizades virtuais que não acrescentam (ou acrescentam para o mal), e tudo aquilo que só entra na nossa vida para acumular, distrair e roubar tempo.

2. Não comprar

Racionalizar o ato de comprar e tirar esse comportamento do automático traz um efeito em cascata para o bem. Comprar menos resulta em menos gasto, em menos tranqueira em casa e, consequentemente, em menos tempo perdido para destralhar. E não falo só de compras grandes, como roupas ou itens utilitários, mas daquele chiclete depois do almoço, aquela tranqueirinha desnecessária no shopping e outras coisas que a gente compra e muitas vezes nem vê.

3. Desconectar

A internet nos deixa ansiosas. Notificações nos deixam ansiosas. Vivemos tão cercadas de estímulos o tempo todo, que tirar um momento do dia para simplesmente relaxar, sem nenhuma distração nem nada para pensar, é tão benéfico quanto necessário. Desligar definitivamente as notificações pode parecer radical para alguns, mas reduz aquela sensação de estar sempre esperando alguma coisa acontecer e a angústia porque não acontece.

Nada muito complicado, afinal, não faria sentido nenhum se fosse, né?

Leia também

18 Comentários

  1. Que lindeza de definição, Maryangela: “o minimalismo não é a falta de coisas, mas a quantidade perfeita delas.” Fiquei inspirada com o seu post, já quero essa coragem de tirar os excessos da minha vida. Bjs

    1. Oi Brenda!
      Fico muito feliz que o post tenha te inspirado!
      Espero que vc leve adiante e tenha sucesso na faxina dos excessos, ela só nos traz vantagens e uma leveza maravilhosa 🙂
      Beijos!

  2. Breve e essencial! Geralmente eu vejo posts imensos sobre o minimalismo e tu conseguiu resumir em tópicos diretos.
    Preciso me desconectar mais do virtual e conectar ao real.
    Amei!

    1. Obrigada, Adeisa!
      Isso que você falou é a chave: se conectar ao real. O minimalismo nos traz tantas possibilidades, e a chance de vivenciar melhor momentos preciosos é uma delas 🙂
      Um beijo!

  3. me identifiquei total com o post! de uns tempos pra cá venho tentando praticar o minimalismo e estou me encontrando muito nisso. meu lema virou ‘menos é mais’ rs! desapegar é uma delícia e dá até um certo alívio, uma paz…
    mary tá lindíssimo seu blog, sucesso pra vc!
    bjs

    1. Oi Ieda!
      Fiquei muito feliz com sua visita 🙂
      Minimalismo tem esse dom de deixar a gente mais leve… Eu também me sinto como você depois de uma boa faxina. Parece que tirei um peso das costas!
      Um beijo!

  4. Adorei sua visão sobre o minimalismo e como colocou ele em atitudes simples e rotineiras que as vezes nem paramos pra pensar… Adorei o post, parabéns!

    1. Oi Julia!
      Fico muito feliz que tenha gostado!
      Minimalismo é mesmo simples e uma postura diária! Às vezes a gente é que complica rsrs
      Beijo!

    1. Ei Isabella!
      Fico feliz que tenha gostado! É que se a gente pensar bem, o minimalismo como conceito pode abranger todas as áreas da nossa vida, se a gente quiser. Quando colocamos em prática são só vantagens!
      Beijo!

    1. Oi Ingrid!
      Isso que voce comentou é bem verdade: tudo muda, quando a gente muda!
      Gostar de comprar e de ter nossas coisas não é nenhum pecado né, o problema é quando isso começa a interferir negativamente na nossa vida!
      Por isso acho importante ter equilíbrio! 🙂

  5. Oi Mary, outro dia fiz uma limpa MARAVILHOSA nas newsletters que assino (ou que algumas marcas resolveram assinar pra mim, sem a minha permissão). Também excluí a minha conta do Linkedin, que só me trazia SPAM ~ e nunca me trouxe uma oportunidade de trabalho sequer. Foi libertador. Menos é mais, definitivamente, nesse mundo de informações virtuais.

    1. Essas faxinas são maravilhosas, não são? Não tem coisas melhor que uma caixa de entrada limpinha, a gente se sente tão produtiva!
      Quando eu decido faxinar alguma coisa na minha vida eu também fico com uma sensação de leveza tão gostosa depois! Parece que tirei o peso do mundo das costas!

  6. Pingback: Favoritos #2 |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *